Buscar
  • Rodrigo Caramori Petry

O ensino de prática jurídica tributária no Brasil

Pensar sobre os melhores caminhos para o ensino de prática profissional jurídica é uma necessidade frente a um problema ainda muito sentido no Brasil, em boa parte das faculdades de Direito: a baixa eficiência do ensino jurídico em relação à aquisição de experiência profissional. Essa carência de ensino experiencial na prática pedagógica do Direito se repete desde os primórdios do ensino jurídico e ainda persiste em diversas faculdades, obrigando o aluno a buscar experiência por meio de estágios profissionais ou cursos práticos realizados fora do ambiente universitário.


Entretanto, estágios possuem limitações naturais em seu formato, porque, afinal, não se trata de um ensino sistematizado, pensado e operado para uma experiência pedagógica rica e avaliada.


De outro lado, o explosivo avanço do alcance das redes sociais como o Instagram, Facebook e Linkedin e a popularização das ideias do marketing digital aplicadas na área do Direito estão fazendo surgir uma grande quantidade de cursos on-line sobre prática profissional da advocacia. Esses cursos declaram como objetivo “ensinar o que a faculdade não ensina”, focando em capacitar os alunos a conseguirem melhores e mais rápidos resultados na advocacia.


Nesse fenômeno digital inédito, o conhecimento das ferramentas e estratégias digitais está sendo assimilado rapidamente pelos jovens estudantes na área do Direito, muitos deles nativos digitais que já cresceram envoltos em um ambiente on-line, em que as redes sociais e a internet passam a representar a porta pela qual todos devem passar para se apresentar ao mundo profissional e dos negócios, inclusive na advocacia.


Essa veloz revolução digital tem oportunizado que jovens talentos da advocacia se destaquem na área de cursos voltados a aspectos estratégicos dos negócios da advocacia que complementam a prática jurídica e quase não são abordados nas faculdades, como é o caso, por exemplo, do Curso “Destravando na Advocacia” (DNA) de autoria da advogada Camilla Barriunuevo .


Quem já não ouviu a famosa frase: “na prática, a teoria é outra...”? Ou algum alerta ou reclamação sobre um profissional que é “advogado de pouca prática”? É comum, na advocacia, que clientes interessados na contratação perguntem sobre a experiência do profissional em casos semelhantes, ou seja, investigando o nível de aprendizado experiencial do advogado.


Se o aprendizado experiencial é tão relevante na vida prática, porque não ampliar e melhorar seu alcance nas faculdades de Direito, aproveitando melhor o tempo e o investimento dos alunos durante os 5 anos de sua formação, sobretudo para oportunizar a busca da proficiência em áreas mais técnicas e complexas, como no caso do direito tributário?


O artigo abaixo tem por objetivo explorar esse tema, e pode ser acessado pelo link do título:


O ENSINO DE PRÁTICA JURÍDICA TRIBUTÁRIA NO BRASIL


Como citar este texto do Blog (ABNT NBR 6023:2018):

PETRY, Rodrigo Caramori. O ensino de prática jurídica tributária no Brasil. In Blog Jurídico do Prof. Rodrigo Caramori Petry. Curitiba, 07/07/2021. Disponível em: https://rodrigopetry.com.br. Acesso em: [inserir a data].


Para buscar mais conteúdo sobre o tema, use:

#ensinojurídico #práticatributária




10 visualizações0 comentário